O desenho institucional do Conselho Municipal de Habitação de Juiz de Fora em um contexto de democracia deliberativa

  • Marcos Felipe Lopes de Almeida Universidade Federal de Juiz de Fora
Palavras-chave: Conselho Municipal de Habitação, Desenho institucional, Democracia deliberativa

Resumo

O presente trabalho busca verificar as contribuições do Conselho Municipal de Habitação de Juiz de Fora para a concretização da democracia deliberativa. Referido modelo democrático foi proposto por Jürgen Habermas e se baseia na participação racional de cidadãos interessados. Então, procede-se à análise documental dos diplomas normativos que regulamentam o Conselho. A partir desses dados, traçam-se inferências com o intuito de identificar o desenho institucional do órgão colegiado, relacionando-o com a democracia deliberativa. Por fim, constata-se que o Conselho é um importante elemento para concretização desse paradigma, contudo há alguns elementos que bloqueiam a máxima efetividade do seu potencial deliberativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALCÂNTARA, Pedro Henrique Generino de. Participação e deliberação: um estudo sobre duas teorias alternativas da democracia. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2014.

ALVES, Marco Antônio Sousa. Racionalidade e argumentação em Habermas. Kínesis, Marília, v. 1, n. 2, p. 179-195, 2009. Disponível em: . Acesso em: 19 jun. 2018.

AVRITZER, Leonardo. Instituições participativas e desenho institucional: algumas considerações sobre a variação da participação no Brasil democrático. Opinião Pública, Campinas, v. 14, n. 1, p. 43-64, jun. 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/op/v14n1/02.pdf. Acesso em: 03 set. 2018.

AVRITZER, Leonardo. Teoria democrática e deliberação pública. Lua Nova, São Paulo, n. 50, p. 25-46, 2000. Disponível em: . Acesso em: 14 maio 2018.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil, de 05 de outubro de 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm. Acesso em: 03 set. 2018.

BRASIL. Lei n. 10.257, de 10 de julho de 2001. Regulamenta os arts. 182 e 183 da Constituição Federal, estabelece diretrizes gerais da política urbana e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/LEIS_2001/L10257.htm. Acesso em: 06 set. 2018.

CELLARD, André. A análise documental. In: POUPART, Jean et al (org.). A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. Petrópolis: Vozes, 2012, p. 295-317.

CUNHA, Eleonora Schettini Martins et al. Uma estratégia multidimensional de avaliação dos conselhos de políticas: dinâmica deliberativa, desenho institucional e fatores exógenos. In: PIRES, Roberto Rocha (org.). Efetividade das instituições participativas no Brasil: estratégias de avaliação. Brasília: IPEA, 2011, p. 297-321. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/participacao/images/pdfs/livro_efetividade.pdf. Acesso em: 06 set. 2018.

EPSTEIN, Lee; KING, Gary. Pesquisa Empírica em Direito: As regras de inferência. São Paulo: Direito GV, 2013.

FARIA, Claudia Feres; RIBEIRO, Uriella Coelho. Desenho institucional: variáveis relevantes e seus efeitos sobre o processo participativo. In: PIRES, Roberto Rocha (org.). Efetividade das instituições participativas no Brasil: estratégias de avaliação. Brasília: IPEA, 2011, p. 125-135. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/participacao/images/pdfs/livro_efetividade.pdf. Acesso em: 06 set. 2018.

GASPARDO, Murilo. Democracia participativa e experimentalismo democrático em tempos sombrios. Estudos avançados, São Paulo, v. 32, n. 92, p. 65-88, abr. 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ea/v32n92/0103-4014-ea-32-92-0065.pdf. Acesso em: 10 ago. 2019.

GOHN, Maria da Glória. Conselhos gestores e participação sociopolítica. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

HABERMAS, Jürgen. Direito e democracia: entre facticidade e validade. v. 2, Rio de Janeiro: Tempo brasileiro, 1997.

HABERMAS, Jürgen. Três modelos normativos de democracia. Lua Nova, São Paulo, v. 36, p.39-53, 1995. Quadrimestral. Disponível em: . Acesso em: 15 maio 2018.

JUIZ DE FORA. Lei n. 9.597, de 27 de setembro de 1999. Cria o Conselho Municipal de Habitação (CMH) de Juiz de Fora e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 16 jan. 2018.

JUIZ DE FORA. Portaria n. 3681, de 10 de janeiro de 2001. Aprova o Regimento Interno do Conselho Municipal de Habitação de Juiz de Fora. Disponível em: . Acesso em: 17 ago. 2018.

LÜCHMANN, Lígia Helena Hahn. Redesenhando as relações sociedade e Estado: o tripé da democracia deliberativa. Revista Katálysis, Florianópolis, v. 6, n. 2, p. 165-178, jan. 2003. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/katalysis/article/view/6450/6301. Acesso em: 16 dez. 2019

MIGUEL, Luis Felipe. Teoria democrática atual: esboço de mapeamento. Revista Brasileira de Informação Bibliográfica em Ciências Sociais, São Paulo, n. 59, p. 5-42, 1. sem. 2005. Disponível em: http://www.anpocs.com/index.php/edicoes-anteriores/bib-59/569-teoria-democratica-atual-esboco-de-mapeamento/file. Acesso em: 28 ago. 2018.

PEREZ, Marcos Augusto. A administração pública democrática: institutos de participação popular na administração pública. Belo Horizonte: Fórum, 2009.

SANTOS, Boaventura de Sousa; MENDES, José Manuel. Introdução. In: SANTOS, Boaventura de Sousa; MENDES, José Manuel (org.). Demodiversidade: imaginar novas possibilidades democráticas. Belo Horizonte: Autêntica, 2018, p. 17-50.

SILVA E OLIVEIRA, Virgílio Cézar da; PEREIRA, José Roberto; OLIVEIRA, Vânia A. R. de. Os conselhos gestores municipais como instrumentos da democracia deliberativa no Brasil. Cadernos EBAPE.BR, Rio de Janeiro, v. 8, n. 3, p. 422-437, set. 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cebape/v8n3/a04v8n3.pdf. Acesso em: 13 ago. 2018.

TATAGIBA, Luciana. Os conselhos gestores e a democratização das políticas públicas no Brasil. In: DAGNINO, Evelina (org.). Sociedade civil e espaços públicos no Brasil. São Paulo: Paz e Terra, 2002, p. 47-103.
Publicado
2020-05-11
Como Citar
Lopes de Almeida, M. F. (2020). O desenho institucional do Conselho Municipal de Habitação de Juiz de Fora em um contexto de democracia deliberativa. Revista Vianna Sapiens, 11(1), 21. https://doi.org/10.31994/rvs.v11i1.627